Skip to content

silveira neto Posts

Periquitos camuflados

Quase chegando onde eu tinha estacionado o carro eu escuto um barulho estranho, como que centenas de cacarejos.

Eu olho pra cima, pros lados e nada. Só uma rua deserta da cidade num dia ensolarado de sábado. Aí eu olho mais atentamente as árvores, cajueiros pra ser mais exato, e no meio das folhas eu vejo um pássaro verde, quase invisível no meio das folhas. Mas ele sozinho não poderia produzir tanto barulho. Aí eu me dou conta que eram dezenas, talvez até centenas de pássaros igualmente verdes e igualmente camuflados na impossibilidade de haver tantos pássaros tão bonitos assim no meio da cidade.

Se ao menos eu estivesse com uma câmera. Mas pera aí. Eu estou com uma câmera digital no carro, e bem perto de onde eu estou. Minha curiosidade venceu o medo de ser assaltado numa rua onde todo mundo que eu conheço já foi assaltado.

O pássaro verde

Não entendo muito de pássaros, mas como todos eram desse mesmo tamanho, acho que eram periquitos. Infelizmente na foto só aparece um deles.

Deu até pra medir o quão minha curiosidade foi maior que meu medo, exatas duas fotos. Não mais do que isso, sob a pena de não tirar outras fotos tão cedo.

Periquitos no cajueiro Periquitos no cajueiro

JavaScript: Vetores

Um tutorial básico orientado a exemplos de como funcionam os vetores em JavaScript.

Criando e acessando um vetor

var planetas = new Array()
planetas[0] = "Mercúrio"
planetas[1] = "Vênus"
planetas[2] = "Terra"
planetas[3] = "Marte"
planetas[4] = "Júpiter"
planetas[5] = "Saturno"
planetas[6] = "Urano"
planetas[7] = "Neptuno"
 
for (i=0;i

Que vai escrever isso:

Mercúrio
Vênus
Terra
Marte
Júpiter
Saturno
Urano
Neptuno

Iterando no vetor

var planetas = new Array()
planetas[0] = "Mercúrio"
planetas[1] = "Vênus"
planetas[2] = "Terra"
planetas[3] = "Marte"
planetas[4] = "Júpiter"
planetas[5] = "Saturno"
planetas[6] = "Urano"
planetas[7] = "Neptuno"
 
for (i in planetas){
    document.write(planetas[i] + "")
}

vai retornar a mesma saída do primeiro programa:

Que vai escrever isso:

Mercúrio
Vênus
Terra
Marte
Júpiter
Saturno
Urano
Neptuno

Concatenando dois vetores

var litoral = new Array()
litoral[0] = "Jericoacoara"
litoral[1] = "Paracuru"
litoral[2] = "Tabuba"
 
var sertao = new Array()
sertao[0] = "Itapipoca"
sertao[1] = "Ubajara"
sertao[2] = "Juazeiro"
 
var ceara = litoral.concat(sertao)
 
document.write(litoral+"
")
document.write(sertao+"
")
document.write(ceara+"
")

Jericoacoara,Paracuru,Tabuba
Itapipoca,Ubajara,Juazeiro
Jericoacoara,Paracuru,Tabuba,Itapipoca,Ubajara,Juazeiro

Unindo os elementos de um vetor

var letras = new Array(3)
letras[0] = "A"
letras[1] = "B"
letras[2] = "C"
document.write(letras.join() + "")
document.write(letras.join("@"))

A,B,C
A@B@C

Ordenação Literal

Essa ordenação é feita sem usar nenhum parâmetro, então a ordem lexicográfica, a do dicionário.

var coisas = new Array(4)
coisas[0] = "casa"
coisas[1] = "bonde"
coisas[2] = "alvo"
coisas[3] = "dado"
 
document.write(coisas + "")
document.write(coisas.sort()+ "")
document.write(coisas + "")

Note que depois do .sort() o vetor é alterado.

casa,bonde,alvo,dado
alvo,bonde,casa,dado
alvo,bonde,casa,dado

Ordenação usando uma função de ordenação

A ordenação literal não vai funcionar bem nesse caso, então nos definimos uma função para ordenação. Ela deve retornar zero se ambos forem iguais, um número positivo se o primeiro for maior que o segundo e um número negativo se o segundo for maior que o primeiro.

function sortNumber(a, b){
return a - b
}
 
var arr = new Array(6)
arr[0] = "10"
arr[1] = "5"
arr[2] = "40"
arr[3] = "25"
arr[4] = "1000"
arr[5] = "1"
 
document.write(arr + "")
document.write(arr.sort()+"
")
document.write(arr.sort(sortNumber))

10,5,40,25,1000,1
1,10,1000,25,40,5
1,5,10,25,40,1000

Retirando o último elemento

O pop retorna o último elemento do vetor e o retira.

var gatos = new Array(3)
gatos[0] = "Frida"
gatos[1] = "Sauber"
gatos[2] = "Boris"
document.write(gatos + "")
document.write(gatos.pop() + "")
document.write(gatos)

Frida,Sauber,Boris
Boris
Frida,Sauber

Inserindo elementos no final do vetor

O push insere um elemento no final do vetor e retorna seu novo tamanho.

var animais = new Array(3)
animais[0] = "Frida"
animais[1] = "Sauber"
animais[2] = "Frida"
document.write(animais + "")
document.write(animais.push("Vida")+ "")
document.write(animais)

Frida,Sauber,Frida
4
Frida,Sauber,Frida,Vida

Inserindo elementos no inicio do vetor

var inst = new Array(3)
inst[0] = "Baixo"
inst[1] = "Guitarra"
inst[2] = "Piano"
document.write(inst + "")
document.write(inst.unshift("Flauta") + "")
document.write(inst)

Baixo,Guitarra,Piano
4
Flauta,Baixo,Guitarra,Piano

Retirando elemento no inicio do vetor

var inst = new Array(3)
inst[0] = "Baixo"
inst[1] = "Guitarra"
inst[2] = "Piano"
 
document.write(inst + "")
document.write(inst.shift() + "")
document.write(inst)

Baixo,Guitarra,Piano
Baixo
Guitarra,Piano

JavaScript: Relógio Digital


Código-Fonte

Aqui na página colocamos:

<input type='text' value='00:00:00' id='relogio' readonly size='6'
style="font-size: 200%; color:red"/>
<script type="text/javascript" src="/scripts/relogio.js"></script>

Que cria um input de texto com nome relógio e depois chamamos o script relogio.js que contém o seguinte código:

function proximo_segundo(){
	var hoje = new Date
	var hora = hoje.getHours()
	var minutos = hoje.getMinutes()
	var segundos = hoje.getSeconds()
	relogio = document.getElementById('relogio')
	relogio.value = hora +":"+minutos+":"+segundos
	setTimeout('proximo_segundo()',1000)
}
proximo_segundo()

Ele cria um objeto Date, encontro o elemento com id ‘relogio’ e coloca no valor dele as informações extraídas do objeto Date. Em seguida ele agenda para daqui a um segundo chamar a si próprio, recursivamente.

Um refinamento que se pode fazer nesse código é uma função auxiliar para preencher com um zero à esquerda, transformando 1:2:3 em 01:02:03. Eu não coloquei isso para deixar o código o mais simples possível.

Como eu ainda sou muito novinho no JavaScript eu não sei se usar uma recursão desse tipo é uma boa idéia ou não. Era isso ou um laço infinito.

JavaScript: Informações sobre o Navegador do Usuário


Você deve estar vendo na caixinha de cima várias informações sobre o seu navegador.
O trecho do código JavaScript que gerou isso foi:

<TEXTAREA id="nav_info" cols="60"></textarea>
<script type="text/javascript">document.getElementById("nav_info").value =
navigator.appName+
navigator.appVersion+
navigator.appCodeName+
navigator.platform+
navigator.userAgent</script>

Cada um das variáveis lidas de navigator contém algum tipo de informação útil sobre as características do navegador.

É a Vida, é Bonita e é Bonita

A cachorrinha nova da Ana Paula, o nome dela é Vida. Ela ainda é uma filhotinha e é da raça Pug.

Vida, a pug

É uma raça muito carinho, sociável, obediente e leal. Como eles tem vias nasais bem pequenas, eles tem jeito estranho de respirar. Para quem nunca esteve perto de um Pug antes, como eu, a impressão que se tem é que ele está doente ou sem conseguir respirar.

Fotos:

Deborah e Vida, cachorra, cadela Deborah e Vida Deborah e Vida beijando-se Vida cabisbaixa Vida de cachorro Vida dormindo Vida Olhando a Vida Vida olhando para a c Vida Olhando para cima na grama Pug sentado na mesa Pug olhando para trás Pug pensando pug olhando pra trás pug pensando Pug tristonha

Conclusão: até o Mickey que é um rato tem um cachorro. Só eu que não tenho :(

Javascript dentro do WordPress

Vamos fazer um teste:

O código-fonte:

<input type='button' value='clique em mim' onclick="alert('funcionou')"/>

Se você clicou no botão e apareceu uma janelinha chata, então a coisa deu certo.

Para escrever códigos dentro do WordPress você precisa desligar o editor rico nas configurações. Além disso é necessário escrever códigos de uma só linha. Para códigos mais violentos, você precisa invocar o código de um arquivo .js externo.

<SCRIPT src="my.js" type="text/javascript"></SCRIPT>

Se você escrever o código dentro do editor o WordPress vai esculhambar seu código com tags html de fim de linha e parágrafo. Então você vai precisar realmente de um arquivo externo.