Tag Archives: certificação

Slides Resumos para a SCJP

O João Sávio, Embaixador de Campus da Sun na Unesp Rio Claro preparou vários resumos em slides para quem está estudando para a certificação SCJP. Eles me pareceram muito bons para quem já leu e já aprendeu o básico sobre o assunto e agora está busacando um material de fixação.

Aqui está um deles, o de Conjuntos e Tipos Genéricos:

O restante dos resumos você confere nesse post no blog do João Sávio.

Tirei a SCSNI

duke pulando

Já fazem algumas semanas que chegou o resultado, mas eu não tive tempo de postar. Eu passei na prova da certificação SCSNI (Sun Certified Specialist for NetBeans IDE) durante a fase beta do exame. A notícia foi uma surpresa porque depois da prova eu realmente tinha achado que tinha levado bomba. Mas como a prova era beta, ainda não estava definido qual ia ser a nota de corte, percentual mínimo que devia ser alcançado para você saber se passou ou não.

A certificação SCSNI cobre tópicos de configuração da IDE, setup de projetos, desenvolvimento Java SE, desenvolvimento Java Web EE, edição, testes, sondagem e depuração. Felizmente certificação não cobre toda as linguagens e plataformas que o NetBeans atualmente suporte e também deixa de fora a parte de plataforma. No entando é necessário saber o que é e o que não é suportado.

duke sun certified specialist for netbeans ide

Para quem pretende tirar essa certificação no futuro algumas dicas e links úteis:

  • O grande Wagner Santos, que escreve o Net Feijão, fez um excelente guia para a prova, vale muito a pena dar uma olhada.
  • Eu também postei um pequeno guia para prova. Ainda tem vários tópicos incompletos mas pode ser útil.
  • Tenha sempre a mão documentação do NetBeans é bastante vasta e cobre mais do que o necessário para a prova.
  • Assista todos os screencasts do NetBeans. Muitas ds coisas que você precisa saber são mais fáceis de aprender vendo fazer do que lendo como faz. Depois de ver o screencast, tente reproduzir a aula. Há também o NetBeans TV que reune vários vídeos e tutoriais relacionados ao NetBeans.
  • Há no wiki do NetBeans uma guia de estudo com uma lista de materiais interessantes para a prova.

1º Java Day em Juazeiro do Norte

Esse fim de semana o CEJUG vai colocar o pé na estrada e partir rumo a Juazeiro do Norte para realizar, no dia 31 de Maio, um JavaDay, ciclo de palestras sobre tecnologia Java.

Essa é a grade de palestras:

Horário Palestra Palestrante
08:30 Certificação Java. A palestra tem o intuito de apresentar as Certificações da Tecnologia Java, os programas de estudos para obtenção destas certificações, como o mercado de trabalho local avalia os profissionais certificados e as estatísticas referentes a remuneração dos profissionais certificados. Rafael Carneiro é JUG Leader do CEJUG (Ceará Java Users Group) e também coordenador do
PortalJava. Trabalha na IVIA, gosta de ler diversos blogs sobre Java e possui algumas certificações da Sun.
Mantém um blog sobre desenvolvimento de software no endereço www.rafaelcarneiro.org.
09:30 Utilizando o Spring Framework em Aplicações JEE. Desenvolver aplicações na plataforma JEE pode tornar-se difícil dependendo das tecnologias escolhidas. Esta palestra tem o objetivo de mostrar como o Spring Framework pode simplificar o desenvolvimento de software nessa plataforma, mantendo a solução leve e com serviços avançados, tais como gerenciamento de transações, acesso remoto a Web-Services ou RMI, e transparência no uso de AOP. Tarso Bessa é um entusiasta Java e atua no desenvolvimento na plataforma há 5 anos. Possui foco em tecnologias Web e gosta de ler bastante sobre novas tecnologias, tendências de mercado e computação distribuída. Atualmente trabalha na IVIA como Arquiteto Java, é formado em Informática pela UNIFOR e possui
algumas certificações da Sun, entre elas a SCEA.
10:30 Conhecendo o NetBeans 6. O NetBeans é uma plataforma de desenvolvimento gratuita, livre, multiplataforma e multilinguagem. A palestra apresenta os recursos básicos do NetBeans 6, focando a facilidade de seu aprendizado, seus recursos de produtividade e usabilidade, além da inclusão de linguagens como Ruby, JavaScript e PHP. Silveira Neto é estudante de Computação na Universidade Federal do Ceará, Embaixador de
Campus da Sun Microsystems, participa do grupo de pesquisa ParGO (Paralelismo, Grafos e Otimização combinatória) e é membro do CEJUG (Ceará Java Users Group). Tem como hobbies os blogs (silveiraento.net e eupodiatamatando.com), o desenho e o desenvolvimento de Softwares Livres.
11:30 JavaServer Faces, desenvolvendo aplicações web com produtividade. JSF é um framework que auxilia o desenvolvimento de sistemas para a Web, fornecendo recursos avançados e dinâmicos. A palestra aborda os principais conceitos da tecnologia, como ciclo de vida, características, mercado de trabalho e integração com outros frameworks do mercado. Rafael Ponte atua com desenvolvimento de software há mais de 3 anos, atualmente é analista
pogramador na IVIA, com foco no desenvolvimento de aplicações web, entusiasta Java, JSF e Domain Driven
Design, moderador da lista de discussão JavaServer Faces International Group e sócio fundador da empresa
de consultoria Triadworks. Mantém um blog no endereço www.rponte.com.br.

Vai acontecer na Faculdade de Juazeiro do Norte (Rua São Francisco 1224 A São Miguel, Juazeiro do Norte, Ceará), no dia 31 de Maio a partir das 8:30. Além das palestras também vão haver sorteios de vários brindes.

O evento é uma promoção do CEJUG e da Coordenação do Curso de Sistemas de Informação da Faculdade de Juazeiro do Norte.

Acesso aos Descontos na Certificação Sun pelo SAI

O SAI (Sun Academic Initiative) é uma parceria entre a Sun Microsystems e instituições de educação e pesquisa. O programa oferece várias vantagens como descontos na compra de voucher para certificações e acesso a cursos do Sun Learning Connection.

Se sua instituição ainda não está cadastrada, fale com algum professor, coordenador ou chefe de departamento e mostre para ele o site do Sun Academic Initiative. O cadastro é feito através desse site. Se você tiver dúvidas sobre como preencher o formulário, você pode entrar em contato comigo.

Esse é um tutorial (não oficial) mostrando como comprar o voucher. Para segui-lo é necessário que sua instituição já esteja cadastrada no SAI.

Passo 1: logue-se no Sun Learning Connection

  • Entre em http://learningconnection.sun.com/.
  • Opcionalmente você pode ter acesso a interface em português clique na palavra português na coluna direita ao lado do formulário de login.
  • Logue-se usando seu login e senha do Sun Learning Connection.
  • Se você ainda não tem uma conta do site, você vai precisar do SAI-Company Name e ID da sua instituição educacional cadastrada para fazer sua própria conta.

Passo 2: vá na seção Referência

  • Depois de logado, clique no ícone com a legenda Referência, canto superior direito da tela.
  • Se sua interface estiver em inglês é o ícone com a legenda “Reference”.

Passo 3: clique em SAI Members Offers

  • Dentro da seção referência estão vários artigos. Clique no artigo de título SAI Members Offers.
  • A partir de aqui o conteúdo está em inglês, independendo da escolha da lingua da sua interface.

Passo 4: clique em View | Certification test vouchers

  • Clique em View | Certification test vouchers.

  • Uma janela pop-up aparecerá. Ela pedirá seu nome de usuário (username) e uma senha (password). Use o nome de usuário sun e a senha equals java. A senha é com espaço e tudo.

Passo 5: preencha o formulário

  • Essa é a nova ferramenta online para geração de desconto de voucher do SAI.
  • Preencha todo o formulário. Você também vai precisar do SAI-Company Name e do SAI-Company ID que você quando criou seu usuário no Sun Learning Connection. Quando completar clique em Submit.
  • As certificações disponíveis são a SCJA, SCJP, SCSA e SCNA.
  • O sistema vai gerar para você uma página de voucher com seu nome e instituição. Você deve entrar em contato com o provedor de exames (Prometric) e lhes entragar o número do voucher e o número do exame e marcar a data e horário da sua prova. Você terá que pagar o valor não descontado do exame.

Estudando para a SCJA

SCJA

A SCJA (Sun Certified Java Associate) é a certificação Java de nível de entrada. Como ela não é pre-requisito para nenhuma outra certificação poucas pessoas tiram a SCJA. Apesar disso eu a acho uma certificação interessante porque ela é bem abrangente, embora que superficial. Eu estou estudando para SCJA como uma porta de entrada para as outras certificações.

Este post é uma coletânea de links e dicas úteis para aqueles que possuirem estes mesmo objetivos.

  • Página oficial da SCJA – nesta página estão as principais informações sobre a certificação, algumas referencias de material para estudo e os objetivos do exame, que é a primeira coisa que você deve ler. Se possível imprima os objetivos do exame e vá marcando os objetivos que você já estudou.
  • UML for the Java Associate – Esse é um PDF gratuito que cobre alguns conceitos básicos de UML em uma linguagem fácil de divertida. Eu gostaria de ter tido isso em mãos alguns semestres atrás. O autor é o Dave Wood (que também elabora provas da SCJA) e é da mesma editora da série Head First. Esse livrinho é um ótimo ponto de partida para começar a estudar.
  • JavaRanch SCJA FAQ – Um tira dúvidas das dúvidas comuns sobre o SCJA e também uma excelente coletânea de materiais de estudo.
  • J2EE Specification – Um dos objetivos da é “Java Platforms and Integration Technologies“. Vá nesse PDF J2EE Specification, na seção 2.6 há um ótimo guia de termos de J2EE.
  • Trail: Learning the Java Language – Trilha de aprendizado da página oficial de tutoriais do Java. Muito bom e completo.

Objetivos da Certificação SCJA

Essa tradução fui em quem fiz, não é oficial. Se encontrar algum erro me notifique nos comentários do post.

  • Seção 1 – Conceitos Fundamentais de Orientação a Objetos.
    • Descrever, comparar e contrastar primitivas (inteiro, ponto flutuante, booleano, e caractere), tipos enumerados e objetos.
    • Descrever, comparar e contrastar classes concretas, classes abstratas, e interfaces, e como a herança se aplica a elas.
    • Descrever, comparar e contrastar composição de classes, e associações (inclusive de multiplicidade um-para-um, um-para-muitos e muitos-para-muitos) e associações de navegação.
    • Descrever ocultamento de informação (usando atributos privados e métodos), encampsulamento e exposição de funcionalidades de objetos usando métodos públicos; e descrever as convenções de JavaBeans para métodos setter e getter.
    • Descrever polimorfismo aplicado a classes e interfaces, e descrever e aplicar o princípio de “programar para uma interface”.
  • Seção 2 – Representação UML de Conceitos de Orientação a Objetos.
    • Reconhecer as representações UML de classes, (incluindo atributos e operações, classes abstratas, e interfaces), as representações UML de herança (ambas implementações e interface), e a representação UML de modificadores de visibilidades de membros de classe (- para privado e + para público).
    • Reconhecer a presetação UML de associação de classe, composição, indicadores de multiplicidade da associação, e indicadores de navegação da associação.
  • Seção 3 – Implementação Java de Conceitos de Orientação a Objetos.
    • Nota: exemplos de código podem usar o operador “new“.
    • Desenvolver código que use tipos primitivos, tipos enumerados, e referencias a objetos, e reconhecer os literais desses tipos.
    • Desenvolver código que declare classes concretas, classes abstratas, e interfaces, código que suporte implementação e interfaces de herança, código que declare atributos de instância e métodos, e código que use os modificadores de acesso: private e public.
    • Desenvolver código que implemente associação de classes simples, código que implemente multiplicidade usando vetores, e reconhecer código que implemente composição em detrimento de simples associações, e código que implementa associações de navegação corretamente.
    • Desenvolver código que use polimorfismo tanto para classes quanto para interfaces, e reconhecer código que usa o princípio de “programar para uma interface”
  • Seção 4 – Projeto e Implementação de Algoritmos.
    • Descrever, comparar e contrastar estes três tipos fundamentais de sentenças: atribuição, condicional, e iteração, e dado uma descrição de um algoritmo, selecionar os tipos apropriados de sentenças para projetar o algoritmo.
    • Dado um algoritmo em pseudo-código, terminar o escopo correto para a variável usada no algoritmo, e desenvolver código que declara variáveis em qualquer um dos seguintes escopos: variável de instância, parâmetro de método, e variável local.
    • Dado um algoritmo em pseudo-código, desenvolver um código de método que implementa o algoritmo usando sentenças condicionais (if e switch), sentenças de iteração (for, for-each, while, e do-while), sentenças de atribuição, e sentenças break e continue para controlar o fluxo no switch e nas sentenças de iteração.
    • Dado um algoritmo e múltiplas entradas e saídas, desenvolver o código do método que implementa o algoritmo usando os parâmetros de métodos, um tipo de retorno, e uma sentença de retorno, e reconhecer os efeitos quando referencias a objetos e primitivas são passadas para métodos que os modificam.
    • Dado um algoritmo em pseudo-código, desenvolver código que aplica corretamente e apropriadamente os operadore incluíndo os operadores de atribuição (limitados a: =, +=, -=), operadores aritméticos (limitados a: +, -, *, /, %, ++, –), operadores relacionais (limitados a: <, <=, >, >=, ==, !=), operadores lógicos (limitados a: !, &&, ||) para produzir o resultado desejado. Também escrever código que determina a igualdade de dois objetos ou duas primitivas.
    • Desenvolver código que usa o operador de concatenação (+), e os seguintes métodos da classe String: charAt, indexOf, trim, substring, replace, length, startsWith, e endsWith.
  • Seção 5 – Fundamentos de Desenvolvimento Java.
    • Descrever os propósitos de pacotes (packages) na linguagem Java, e reconhecer o uso correto de sentenças de import e package.
    • Demonstrar o uso correto do comando “javac” (inclusive as opções de linha de comando: -d e -classpath), e demonstrar o uso correto do comando “java” (inclusive as opções de linha de comando: -classpath, -D e -version).
    • Descrever os propósitos e tipos de classes dos seguintes pacotes Java: java.awt, javax.swing, java.io, java.net, java.util.
  • Seção 6 – Tecnologias Java de Plataforma e Integração.
    • Distinguir as características básicas das três plataformas Java: J2SE, J2ME, e J2EE, e dado objetivos arquitetônicos de alto nível, selecionar a(s) plataforma(s) apropriada(s).
    • Descrever em um alto nível os benefícios e as características básicas do RMI.
    • Descrever em um alto nível os benefícios e as características básicas das tecnologias JDBC, SQL e RDBMS.
    • Descrever em um alto nível os benefícios e as características básicas das tecnologias JNDI, mensagem, e JMS.
  • Seção 7 – Tecnologias Cliente.
    • Descrever em um alto nível as características básicas, benefícios e inconvenientes de criar thin-clients usando HTML e JavaScript e os problemas e soluções relacionadas à distribuição.
    • Descrever em um alto nível as características básicas, benefícios, inconvenientes e os problemas de distribuição relacionados a criação de clientes usando J2ME.
    • Descrever em um alto nível as características básicas, benefícios, inconvenientes e os problemas de distribuição relacionados a criação de fat-clients usando Applets.
    • Descrever em um alto nível as características básicas, benefícios, inconvenientes e os problemas de distribuição relacionados a criação de fat-clients usando Swing.
  • Seção 8 – Tecnologias Servidor.
    • Descrever em um alto nível as características básica de: EJB, servlets, JSP, JMS, JNDI, SMTP, JAX-RPC, Web Services (incluindo SOAP, UDDI, WSDL, e XML), e JavaMail.
    • Descrever em um alto nível as características básicas de servlet e o suporte JSP para thin-clients HTML.
    • Descrever em um alto nível o uso e as características básicas de uma seção EJB, beans de entidade e beans orientados a mensagem (message-driven).
    • Descrever em uum alto nível os benefícios fundamentais e inconvenientes de usar tecnologias do lado do servidor J2EE e descrever e comparar as características básicas da camada web, camada de negócios e a camada EIS.

Simulados SCJA gratuitos

  • scja.de – na lateral esquerda, tem uns botões azuis. Cada um deles é uma bateria de questões.
  • ejavaguru.com – 10 questões de SCJA.
  • cafe4java.com – 5 questões sobre SCJA.
  • WGS-PREX-J019C – Esse é o melhor teste que eu já vi. É o teste oficial da Sun, com 150 questões e é um teste pago e o valor varia de país para país. O que certamente você não sabe é que esse teste está disponível gratuitamente, só que neste site bem escondido. Você vai lá, se cadastra e recebe um link, login e senha. O ambiente não é tão bom quanto o Sun Learning Connection mas as questões são as mesmas. Inclusive nesse mesmo pacote tem testes para várias outras certificações, tudo de graça e dentro da lei. :)

Eu estou incrementando e organizando esse post aos poucos.