Skip to content

Tag: fortaleza

NetBeans Day Fortaleza with Gregg Sporar

Gregg Sporar and CEJUG

Those days Gregg Sporar, NetBeans enthusiast working at Sun Microsystems was here in Brazil and went to our city Fortaleza to speak in our NetBeans Day Fortaleza. We had only a couple of days to prepare everything but is always good work under such pressure. :-)

Me at the airport

Me and my friend (Cassiano Carvalho) could toke care of him. First we got Gregg at our international airport, Pinto Martins from a flight from Recife. After that we went to a typical food dinner at Coco Bambu where’s Gregg could taste our tapioca and figure why our local JUG (CEJUG) event is called Tapioca with Coffee.

Gregg tasting Tapioca

After that we went to the hotel but we did not have realized that that day was the birthday of our city Fortaleza and the birthday party was a public concert at beach of one of most famous artist in Brazil, Roberto Carlos.

Roberto Carlos in the early years
Roberto Carlos in the early years… :P

For those who are not Brazilians, To have an idea what Roberto Carlos is, just imagine (in a smaller proportion of course) some kind of Brazilian Elvis Presley. When we quited the restaurant the show was just finished, we had a huge crowd walking back for everywhere, streets blocked, mess and traffic extremely slow. We spend about two hour on this. We decided to park the car, get Gregg’s luggage and go walking the hotel. Luckily the rain don’t caught us.

Rainy Day

In the morning was raining cats and dogs at Fortaleza, what is very uncommon.

Gregg cheking out

I picked Gregg at the hotel to the campus so we can meet the NPD (acronym in Portuguese for Data Processing Core) building, the Internet backbone of the entire state and where some projects are using NetBeans. Gregg also met our CS department, our labs and our cluster.

While that we prepared the auditorium and some last details, test microphones and projector.

P4140007 P4140006

People started to get and we got their names and mails for event certifications. I opened the event talking about NetBeans, CEJUG projects and opportunities for the students.

P4140019

P4140024

People from TV Software Livre (Free Software Television) was there too to record and transmit the event.

P4140017 P4140025

The first Gregg’s talk was about NetBeans and some new features from the last version of NetBeans and some new features for the version 6.1.

P4140045

The second was about Memory Leaks in Java and a method for detecting those. Very interesting.

Gregg Sporar

NetBeans Day Fortaleza

NetBeans Day Fortaleza

NetBeans Day NetBeans Day Fortaleza

Gregg Sporar

After Gregg quited to fly to Brasilia I did a presentation on NetBeans 6 and 6.1 Beta news features. You can download Gregg’s slides here and here, my slides here.The recorded video is hosted at Google Video. You can see more photos in this album:

Gregg Sporar

Gregg, thank you very much and hope you liked your quick visit to Fortaleza. ;) Thanks also CEJUG and all guys that made this event possible.

Netbeans Day Fortaleza

Netbeans Day Fortaleza

Gregg Sporar, Sun MicrosystemsGregg Sporar, evangelista do Netbeans pela Sun Microsystems, estará essa segunda-feira (14/Abril/2008) em Fortaleza para participar do NetBeans Day Fortaleza.

O evento será essa segunda-feira a partir das 13 horas no auditório da Pró-Reitoria de Graduação, no prédio da Biblioteca Central no Campus do Pici. Dê uma olhada no mapa. Os assentos são limitados, chegue cedo e garanta seu lugar.

No NetBeans Day eu também vou fazer uma apresentação mostrando a palestra que eu vou apresentar no FISL, Netbeans 6: indo além do Java na trilha de Ruby.

Em seguida ele partirá para Brasília e depois para Porto Alegre onde ele apresentará sua palestra no FISL intitulada Memory Leaks in Java Applications – Different Tools for Different Types of Leaks.

Espero vocês lá!

E esse sábado tem o nosso tradicional Café com Tapioca, não esqueçam de ir!

Informações Sobre o Parque Ecológico do Cocó

Parque do Cocó

Dei uma passada hoje na entrada do Parque do Cocó para avaliar se era possível eu ir lá qualquer dia desses (talvez amanhã com o pessoal da Sun). Queria saber se é seguro, se há passeios prontos, estacionamento, etc.

Eu peguei informações com um policial (algum tipo de polícia florestal) na entrada. Ele me disse que há policiais nas duas entradas do parque e há uma patrulha de policiais de bicicleta dentro do parque.

Há um passeio de barco que vai da Av. Sebastião de Abreu a Av. Engº. Santana Júnior, durante 20 minutos. Custa 4 reais por adulto e 2 por criança. Funciona nos sábados, domingos e feriados. Para fazer reservas o contato é (85) 8867-2027.

Eu sempre vejo um pessoal indo andar de bicicleta lá ou caminhar. Qualquer dia eu vou. De uma entrada a outra do parque dá 1 quilômetro e meio.

Lançamento do Plano Diretor de Tecnologia da Informação da Prefeitura de Fortaleza

Fui hoje para o primeiro dia de apresentação do PDTI da prefeitura de Fortaleza. Estavam lá várias figurinhas carimbadas do Software Livre daqui de Fortaleza. Estavam presentes o Eder Marques, o Lucas Filho, o Hélcio Brasileiro e vários outros colegas.

Para quem não sabe, a prefeitura de Fortaleza tem gradativamente trocado os sistemas proprietários que existiam na máquina administrativa, hospitais e escolas por Software Livre e soluções baseadas em padrões abertos.

Para ilustrar isso, em janeiro de 2005 haviam 54 laboratórios de informática na prefeitura. Hoje, cortando gastos com software proprietário há 158 laboratórios. Dentre várias outras situações completamente precárias que se encontrava toda a TI na prefeitura de Fortaleza.


Cristiano Terrier fala sobre as dificuldades e soluções encontradas.

No geral os tópicos que eu achei interessantes:

  • A economia de licensa de software possibilitou fazer grandes investimentos em equipamento, treinamento e desenvolvimento.
  • Esses gastos ficam em sua maioria no Ceará.
  • O PDTI é um documento livre disponível sob licença Creative Commons.
  • As licitação de software para a prefeitura não vão exigir só a licença de uso do software mas também seu código fonte sob GPL!
  • Há a proposta de se criar um repositório daqueles softwares livres desenvolvidos para a prefeitura.
  • As licitações dos projetos de cultura da prefeitura vão exigir licença Creative Commons do trabalho.

Amanhã acontecerá a segunda parte do evento, a partir das 8 horas no mesmo local, auditório da FIEC na rua Barão de Stuart, 1980, aldeota. Alí em frente ao Capitão Mustarda.


Marcelo Branco dando uma entrevista pra Tv Fortaleza, que cobriu o evento.

O bom mesmo foi a palestra do Marcelo D’Elia Branco falando sobre “sociedade em rede”. Foi uma palestra incrível sobre redes, filosofia, informática, web, direitos autorais, software livre e tudo mais.

Um ponto que eu achei muito interessante foi o seguinte relato do Marcelo: após uma exposição à filosofia do software e cultura livre o pessoal ligado a informática costumam ser os mais resistentes ao apoio dessas causas. É algo muito interessante porque reunindo algumas das minhas experiências isso parece de fato acontecer.

Foi um papo muito bom mesmo.

Uma outra coisa importante é que o Marcelo está organizando (com Sérgio Amadeu também) o Campus Party Brasil, a maior festa da tecnologia do mundo agora no Brasil!



Que tal juntar um pouco de iniciativa e coragem e montarmos uma caravana aqui de Fortaleza para participar do evento?

bônus 1: o restante das fotos que eu tirei está aqui.
bônus 2: O Eder fez esse post falando mais sobre o evento.

Relato e fotos da Caravana

Ontem passou aqui por Fortaleza a Caravana da Tecnologia 2007 trazendo muita gente boa e fazendo um grande evento.

Logo cedo da manhã tivemos a primeira palestra com o Tim Jacobson sobre computação de alto desempenho com o Sun Studio.


Pthreads, OpenMP e MPI

Ele mostrou um pouco de história e as diversas ferramentas para se trabalhar com computação de alto desempenho.


A tradução simultânea em ação sendo transmitida via FM para quem trouxe seu radio.

Tim também falou da importância de se aprender a programar para processadores de múltiplos núcleos e também falou um pouco sobre linguagens, programação e mercado de trabalho.


Tim falando sobre processadores multi-core em seu notebook.

Houveram vários benchmarks sobre otimização e também sobre os compiladores da Sun. Uma ótima palestra para quem, como eu, brinca com clusters e supercomputadores.

A segunda palestra foi a do Edward Pilatowicz sobre o sistema operacional livre, o OpenSolaris. Ele é um desenvolvedor do kernel do OpenSolaris e conhece a fundo o sistema.


Ed respondendo às dúvidas da plateia.

De longe o que eu gostei mais foi o DTrace. É algo tão incrível que é difícil de explicar.

O Dtrace é um ferramenta livre do OpenSolaris para fazer inspeção num programa rodando. Eu nunca tinha visto nada parecido. Com o DTrace você consegue inspecionar o código para saber em que função o programa entrou mais, quanto tempo levou, quais os parâmetros e praticamente qualquer coisa.


Ed tirando coelhos da cartola =D

Você pode inclusive ver as chamadas entre diferentes processos, kernel ou libc. É como se você estivesse vendo o mundo com os olhos do sistema operacional.

Ed também fez uma apresentação do ZFS, um robusto sistema de arquivos que eu estou ansioso para usar. É surpreendentemente diferente dos sistemas de arquivos que eu estou familiar.


DTrace em ação.

Ed falou também sobre o Projeto Indiana, que a partir de agora deve ganhar uma certa popularidade. O projeto Indiana é uma distribuição do Opensolaris mais bonita e fácil de usar, como o Ubuntu é para o Linux.

Ao final da palestra todo mundo que estava lá ganhou um kit com CD e DVD do OpenSolaris e também um livreto de introdução ao opensolaris com práticas de ZFS e DTrace.


Livretos Introdução a Sistemas Operacionais – Uma abordagem prática usando o projeto OpenSolaris.


Eu ganhando o meu DVD =D

Se você ficou sem esse material, não se preocupe. Esse livro está disponível para download aqui. Já os CDs e DVDs você pode baixar no site do OpenSolaris. Você também pode pedir um OpenSolaris Stater Kit para ser entregue em sua casa.


Uma pausa para o almoço =P


Tropa de elite tocando num iphone.


Um kit do SunSPOT, no momento só disponível para venda nos EUA.

A tarde houve uma apresentação sobre o SunSPOT (Sun Small Programmable Object Technology).


Ligando os brinquedos.


Botão de ligar/desligar e saída USB do SunSPOT


Um SunSPOT ligado.

Dentro do SunSPOT há uma Máquina Virtual Java (a Squawk) e diversos brinquedinhos como sensores de luz, movimento, aceleração, temperatura, transmissor de rádio etc.


SunSpot na minha mão.

Foi uma palestra que deu muito o que falar até porque é sempre um assunto que desperta muita curiosidade. Se você quiser saber mais sobre o SunSPOT, vá aqui.

A palestra seguinte foi a do Tim Boudreau sobre Java e Netbeans.

O Tim mostrou um release do Netbeans 6. Foi muito normal escutar ooooh vindo da platéia enquanto ele mostrava as novas funcionalidades.

Eu falei um pouco (e de improviso) sobre o Sun Academic Initiative (SAI) e sobre o programa de Embaixadores de Campus da Sun. Em breve eu faço um post explicando tudo sobre o SAI.

Por fim o Bruno Souza (aka Javaman) deu uma palestra sobre Software Livre e nós tivemos uma maratona de perguntas e respostas sobre os mais diversos temas, sobretudo Java.


Maurício Leal respondendo perguntas.

Foi muito bom também porque eu pude finalmente conhecer o Eduardo Lima pessoalmente. Agora ele não é mais só uma voz misteriosa no telefone. =D


Quase todo mundo junto e mais alguns professores de algumas faculdades daqui.

O pessoal tinha que voar para Salvador a meia-noite então nós fomos jantar no Coco Bambu para a caravana experimentar algumas comidas típicas daqui.


Com certeza foi um dia muito divertido.

Eu queria agradecer a todo mundo que esteve por trás do evento, a caravana, ao Felipe Gaúcho que mesmo lá em Zurique conseguiu estar do nosso lado fazendo tudo, ao CEJUG que esteve suando a camisa para que tudo desse certo, a FANOR pela infra-estrutura e pelo apoio e a todos que compareceram ao evento.

Foi realmente um sucesso e esperamos repetir a dose qualquer dia desses.

  • bônus 1: o restante das fotos que eu tirei estão aqui.
  • bônus 2: O Rafael Carneiro também fez um post sobre o evento, aqui.
  • bônus 3:  O Edward também colocou algumas fotos aqui.