silveira neto

carbon-based lifeform. virgo supercluster

Menu Close

Lançamento do Plano Diretor de Tecnologia da Informação da Prefeitura de Fortaleza

Fui hoje para o primeiro dia de apresentação do PDTI da prefeitura de Fortaleza. Estavam lá várias figurinhas carimbadas do Software Livre daqui de Fortaleza. Estavam presentes o Eder Marques, o Lucas Filho, o Hélcio Brasileiro e vários outros colegas.

Para quem não sabe, a prefeitura de Fortaleza tem gradativamente trocado os sistemas proprietários que existiam na máquina administrativa, hospitais e escolas por Software Livre e soluções baseadas em padrões abertos.

Para ilustrar isso, em janeiro de 2005 haviam 54 laboratórios de informática na prefeitura. Hoje, cortando gastos com software proprietário há 158 laboratórios. Dentre várias outras situações completamente precárias que se encontrava toda a TI na prefeitura de Fortaleza.


Cristiano Terrier fala sobre as dificuldades e soluções encontradas.

No geral os tópicos que eu achei interessantes:

  • A economia de licensa de software possibilitou fazer grandes investimentos em equipamento, treinamento e desenvolvimento.
  • Esses gastos ficam em sua maioria no Ceará.
  • O PDTI é um documento livre disponível sob licença Creative Commons.
  • As licitação de software para a prefeitura não vão exigir só a licença de uso do software mas também seu código fonte sob GPL!
  • Há a proposta de se criar um repositório daqueles softwares livres desenvolvidos para a prefeitura.
  • As licitações dos projetos de cultura da prefeitura vão exigir licença Creative Commons do trabalho.

Amanhã acontecerá a segunda parte do evento, a partir das 8 horas no mesmo local, auditório da FIEC na rua Barão de Stuart, 1980, aldeota. Alí em frente ao Capitão Mustarda.


Marcelo Branco dando uma entrevista pra Tv Fortaleza, que cobriu o evento.

O bom mesmo foi a palestra do Marcelo D’Elia Branco falando sobre “sociedade em rede”. Foi uma palestra incrível sobre redes, filosofia, informática, web, direitos autorais, software livre e tudo mais.

Um ponto que eu achei muito interessante foi o seguinte relato do Marcelo: após uma exposição à filosofia do software e cultura livre o pessoal ligado a informática costumam ser os mais resistentes ao apoio dessas causas. É algo muito interessante porque reunindo algumas das minhas experiências isso parece de fato acontecer.

Foi um papo muito bom mesmo.

Uma outra coisa importante é que o Marcelo está organizando (com Sérgio Amadeu também) o Campus Party Brasil, a maior festa da tecnologia do mundo agora no Brasil!



Que tal juntar um pouco de iniciativa e coragem e montarmos uma caravana aqui de Fortaleza para participar do evento?

bônus 1: o restante das fotos que eu tirei está aqui.
bônus 2: O Eder fez esse post falando mais sobre o evento.

© 2016 silveira neto. All rights reserved.

Theme by Anders Norén.